Prospecto do MP Lafer na Alemanha

Frente do folder promocional do MP Lafer na Alemanha.
Frente do folder promocional do MP Lafer na Alemanha. Clique para ampliar.

 

Antes da fama os Beatles tocavam em Hamburgo, cidade portuária que também é chave para compreender um capítulo da história do brasileiro MP Lafer.


Em meados da década de 1960 o governo brasileiro instituiu políticas para reforçar a industrialização da economia e incentivar a diversificação de produtos para exportação. Na ocasião um lema foi criado:

- Exportar é o que importa.

A Lafer, uma promissora criadora e fabricante de móveis articulados, aderiu aos esforços neste sentido e foi uma das marcas pioneiras em seu campo de atuação, levando suas instalações fabris para a cidade de São Bernardo do Campo, estrategicamente situada entre São Paulo e Santos. São Paulo já era a principal cidade do Brasil em âmbito financeiro, de crescente mercado consumidor, e Santos converteu-se na principal cidade portuária da América Latina desde o século 19, em função da exportação do café colhido no interior paulista e transportado por estradas de ferro.

Sistematicamente a Lafer desenvolveu uma rede de contatos na Europa e nos Estados Unidos, que foi muito útil quando o automóvel MP Lafer entrou em produção a partir de abril de 1974. Se ganhar o mercado norte-americano foi difícil nos primeiros anos, em função das rígidas normas em prol da segurança veicular e contra a poluição, o mercado europeu foi bem mais receptível, tendo Itália e Alemanha como principais compradores dos conversíveis brasileiros.

De São Bernardo do Campo para o mundo

Boa parte da produção do MP Lafer era destinada para os países da Europa. A Volkswagen, também sediada em São Bernardo do Campo na época, fornecia os chassis e o conjunto mecânico para a Lafer, que fazia as adaptações necessárias para implantar a carroceria de fibra de vidro, os acabamentos internos, incluindo os bancos e os estofamentos, além da fiação elétrica. 

Cada exemplar era testado no pátio da fábrica e posteriormente descia a Via Anchieta diretamente para o porto de Santos, cruzava o Oceano Atlântico e desembarcava no porto de Bremerhaven, na região de Hamburgo, na Alemanha, de onde era distribuído para os países do entorno. Os mais de 10 mil quilômetros entre os portos levavam de 15 a 20 dias para serem vencidos por via marítima. Se o destino fosse o porto de Genova, na Itália, o prazo aumentava para algo entre 20 e 25 dias.

Autohaus R. Kühn KG

Em Hamburgo existia a Autohaus Kühn KG, uma pequena empresa que surgiu em 1968 na cidade de Hamburgo, como fabricante de um buggy baseado no chassi encurtado do VW Fusca. A gama de carros neste estilo avançou nos anos seguintes, através das marcas HAZ, Hazard e Deserter - esta sob licença da empresa americana Dearborn Automobile Company, cujo modelo era oferecido também na forma de kit

Em 1975 surgiu a réplica da Bugatti Tipo 35 B, cujo projeto original era da Tiffany Motor Cars Bay Products Corporation, que também adotava o chassi do VW Fusca. O negócio durou até 1990. 

No final da década de 1970, porém, os alemães de Hamburgo comercializaram o MP Lafer, tanto que distribuíam um prospecto do modelo, uma espécie de encarte promocional baseado na versão brasileira, com o slogan "Pássaro da Liberdade".

Vogel der Freiheit

Não temos a data precisa deste prospecto, cuja reprodução está disponível neste artigo em frente e verso, mas podemos situar o documento entre os anos de 1976 e 1977, haja vista a altura mais a elevada entre os pneus dianteiros e os para-lamas. A partir de 1978, com a introdução da versão TI (Turismo Internacional), a Lafer passou a reduzir a altura entre estes componentes para melhorar o desempenho aerodinâmico dos carros. Com isso, os MPs perderam um pouco de sua imponência, mas ganharam alguns pontos em esportividade.

Assim como no VW Sedan (Fusca no Brasil, Beetle nos Estados Unidos), a suspensão dianteira do MP Lafer é ajustável por um sistema de catraca, de modo que muitos proprietários do modelo optaram por reduzir a distância entre os pneus e para-lamas mesmo nos exemplares mais antigos, de modo que são poucos os modelos que preservam a aparência mais alta. Não existe uma regra para isso, que não altera a originalidade do veículo. Então, essa regulagem vai do gosto de cada um, desde que o bom senso seja preservado.

Verso do folder promocional do MP Lafer na Alemanha.
Verso do folder promocional do MP Lafer na Alemanha. Clique para ampliar.


Agradecimento

O prospecto alemão do MP Lafer só chegou até seus olhos graças à intervenção do Miro Dudek, um polonês radicado na Alemanha que já morou no Brasil, onde comprou seu MP Lafer que migrou com ele e sua esposa Iracema para a Europa, quando a missão profissional  do Miro no Brasil foi cumprida. Como o Dudek domina bem os dois idiomas, o alemão e o português, ele acaba promovendo este saudável intercâmbio entre os entusiastas do MP dos dois lados do Atlântico.

O Dudek entrou em contato com o Klaus von Mocho, um apaixonado por MP Lafer que vive na cidade de Munique, que tem "apenas" três exemplares da marca em sua garagem. Mocho coleciona itens do carro na Europa e foi ele quem encontrou o prospecto, digitalizou e encaminhou para o site mplafer.net em março de 2021. Então, cabe o registro de nossa gratidão para ambos: Dudek e Mocho.

Veja também:

MP Lafer na Alemanha

Passeios de MP Lafer: a tradição continua na Alemanha

MP Lafer em Kassel? Só pode ser conto de fadas

Vivalendo.com recomenda:

Galeria 2021: Mitsuhashi

Se esta cena já seria rara no Brasil, imagine no Japão: dois MPs estacionados juntos.
Se esta cena já seria rara no Brasil, imagine no Japão: dois MPs estacionados juntos.

Depois de realizar o sonho de encontrar um MP Lafer no Japão para chamar de seu, Alex "Chopper" Yamada foi ao encontro de outro proprietário no mesmo país. Taka Mitsushashi tem seu exemplar há mais de 25 anos e se emocionou ao ver outro carro fabricado em São Bernardo do Campo, do outro lado do mundo.

PRIMEIRO ENCONTRO DE MP LAFER NO JAPÃO

Taka Mitsuhashi tem 79 anos e há mais de 25 procurava por outro proprietário de MP Lafer no Japão. Foi preciso um brasileiro radicado naquele país comprar um MP Lafer, que ganhou o apelido carinhoso de "Toninho", para que mais este sonho se realizasse.

De acordo com Alex "Chopper" Yamada, o Senhor Taka ficou muito emocionado quando viu outro MP Lafer estacionar diante de sua casa, perto do Castelo de Hikone em Shiga-ken, na ilha japonesa de Honshu. Taka é proprietário de um estúdio de gravações e, nas horas vagas, dá aula de reforço para crianças, além de tocar músicas instrumentais com seus amigos.

O Alex, nosso embaixador informal do MP Lafer no Japão, também nos contou que o Taka paga os estudos de algumas crianças na Tailândia e viaja quatro vezes por ano até as Filipinas, levando doações para um trabalho de caridade promovido pela Igreja Católica local.

Independente da sua religião: não é bom saber que quem gosta de MP Lafer se sensibiliza com esta história? É por isso que estamos contando ela por aqui. Entre tantos desafios que nos são impostos desde o fim de 2019, é bom ter um respiro que nos dá um pouco de esperança por dias melhores.

Alex e Taka já combinaram de se encontrar mais vezes, para passear juntos de MP Lafer. Dias melhores virão. Pode contar com isso!

O carro azul pertence ao Mitsuhashi, que nunca revelou para sua esposa o quanto pagou por ele.
O carro azul pertence ao Mitsuhashi, que nunca revelou para sua esposa o quanto pagou por ele.

Mais de 30 anos depois do encerramento da produção do MP Lafer, exemplares remanescentes seguem rodando ao redor do globo.
Mais de 30 anos depois do encerramento da produção do MP Lafer, exemplares remanescentes seguem rodando ao redor do globo.

Ao fundo é possível avistar parte do Castelo de Hikone.
Ao fundo é possível avistar parte do Castelo de Hikone.

O encontro dos MPs no Japão correu no dia 11 de fevereiro de 2021, entre 11 horas da manhã e 4 horas da tarde.
O encontro dos MPs no Japão correu no dia 11 de fevereiro de 2021, entre 11 horas da manhã e 4 horas da tarde.

Uma nova amizade surge em torno da paixão pelo MP Lafer.
Uma nova amizade surge em torno da paixão pelo MP Lafer.

Os dois MPs na frente do estúdio de gravações do Senhor Mitsuhashi.
Os dois MPs na frente do estúdio de gravações do Senhor Mitsuhashi.

Alex "Chopper" Yamada e Taka Mitsuhashi diante da garagem mais alegre do Extremo Oriente.
Alex "Chopper" Yamada e Taka Mitsuhashi diante da garagem mais alegre do Extremo Oriente.

Taka Mitsuhashi ao lado de seu MP Lafer no Japão.
Taka Mitsuhashi ao lado de seu MP Lafer no Japão.

<< Anterior || Galeria 2021 || Próximo >>


Veja também:

MP Lafer ao vivo e a cores

Percival Lafer ingressa no Hall da Fama Autoesporte

Descoberto o plano secreto para forjar uma nova geração de laferistas


Vivalendo.com recomenda:

Galeria 2021

Galeria 2021: Mitsuhashi

Galeria 2021: Chopper

MP Lafer: a recriação de um ícone. O livro mais esperado dos últimos 40 anos (pelos laferistas). Clique na imagem para acessar a loja virtual.
MP Lafer: a recriação de um ícone. O livro mais esperado dos últimos 40 anos (pelos laferistas). Clique na imagem para acessar a loja virtual.

Vivalendo.com recomenda:

Galeria 2021: Alex Chopper

O MP Lafer atravessou o mundo e chegou no Japão.
O MP Lafer atravessou o mundo e chegou no Japão.


Há quem compre um MP Lafer como investimento para retorno futuro e há quem encontre um MP Lafer simplesmente para realizar um sonho de juventude. Mas há quem abrace um MP Lafer para se reconciliar com o passado e com o seu pai.

NUNCA FOI APENAS UM CARRO

O Alex "Chopper" Yamada nasceu no Brasil, mas ainda muito jovem emigrou para o Japão, onde construiu sua carreira e constituiu família. Ele vive na cidade de Nishin-shi, na região de Aichi-ken, onde é proprietário da loja e oficina Premier999, especializada em motocicletas da marca Harley-Davidson e carros especiais.

No final de 2020, após procurar por um carro diferente, que o lembrasse do tempo de criança, ele esbarrou com um TD 2000 em Kiyoto, modelo construído na Malásia que, assim como o MP Lafer, foi inspirado nas linhas do MG TD. 

Reprodução de tela de site japonês com anúncio de um TD 2000.
Reprodução de tela de site japonês com anúncio de um TD 2000.

No entanto, sua busca só terminou quando ele encontrou um MP Lafer 1981 registrado no Japão em 1982, que pertencia a um canal de televisão e estava há 16 anos estacionado num depósito, tendo rodado apenas 9 mil quilômetros.

Parecia bom demais para ser verdade, mas era verdade! Até a cor do carro o emocionou. Após o negócio fechado, o Alex foi buscar o carro em seu caminhão-plataforma. Na volta ele gravou um dos vídeos mais tocantes que a gente já assistiu. E olha que já vimos muita coisa nesta vida. Confira:

Fala sério. A gente pensa que já viu de tudo relacionado com o MP Lafer, mas a vida sempre nos surpreende. O Alex entrou em contato conosco e encomendou um exemplar do livro do MP Lafer. Ele também nos pediu que, se possível, o Percival Lafer pudesse autografar o exemplar. 

Em meio à pandemia, isso seria complicado, pois estamos em cidades diferentes, cumprindo todos os cuidados. No entanto, a boa vontade falou mais alto e conseguimos o autógrafo do nosso mestre por meios digitais. Atenção: isso ocorreu em caráter excepcional. Não temos como fazer isso para todos.

Autógrafo do Percival Lafer com dedicatória para o Alex Chopper.
Autógrafo do Percival Lafer com dedicatória para o Alex Chopper.

Através de sua irmã, que mora no interior de São Paulo e trabalha com exportações, o Alex conseguiu encomendar várias peças de MP Lafer para fazer a restauração completa de seu carro. Como sua história se alastrou pelas redes sociais, logo ele conheceu também o Danilo Machado, que já recuperou um MP Lafer na garagem de sua casa e lhe passou várias orientações.

Depois de alguns meses de intensa dedicação ao MP Lafer, finalmente o Alex Chopper gravou um vídeo apresentando seu carro ao público. Ele está ansioso para participar de eventos sobre carros no Japão, onde divulgará a marca brasileira para os demais entusiastas.

Nesse meio tempo o Alex já procurou outros proprietários de MP Lafer no Japão e localizou alguns. Um deles mora a "apenas" 200 quilômetros de sua casa e eles já combinaram de se conhecer pessoalmente. O outro mora mais longe: cerca de 800 quilômetros de distância.

Alex com o livro do MP Lafer no Japão.
Alex com o livro do MP Lafer no Japão.

Nomeado como "embaixador informal do MP Lafer no Japão", o Alex Chopper levou seu carro para expor na Liberty Walk, oficina especializada na customização de carros superesportivos, de renome internacional.

Liberdade combina com conversível.
Liberdade combina com conversível.

Para nós é uma grande satisfação compartilhar essa história com você. Talvez você tenha um sonho adormecido em seu âmago ou uma questão para superar. Saiba que sempre é tempo de realizar boas intenções e resolver pendências do passado. Não importa a distância ou o tamanho da saudade.

O escapamento deste MP é capaz de transformar mágoas em fumaça.
O escapamento deste MP é capaz de transformar mágoas em fumaça.


Veja também:




Vivalendo.com recomenda:


Crônicas em Marcha (para engatar dias melhores)

"Crônicas em Marcha" disponível na Amazon.
Clique na imagem para acessar a loja da Amazon.

Esta antologia de textos publicados na Revista MotorMachine entre março de 2013 e setembro de 2015 é um brinde aos carros antigos e esportivos, aos lugares turísticos, às viagens com belas companhias e sobretudo ao valor das amizades.

Sinopse

Em 2011 o arquiteto Jean Tosetto já tinha uma carreira bem estabelecida e uma vida pacata no interior de São Paulo. Porém, faltava-lhe algo: escrever um livro. Ele observou seu automóvel na garagem e resolveu contar sua história. Assim nasceu “MP Lafer: a recriação de um ícone”. A obra foi concluída no final do ano seguinte, sendo encaminhada para algumas editoras.

Após levar portas na cara, o autor novato decidiu imprimir seu sonho por conta própria. Graças a Horacio Zabala, o acordo foi fechado com a Gráfica Gandrei, do interior de Santa Catarina. Os resultados promissores deixaram Tosetto em dívida de gratidão com o argentino, que no verão de 2013 estava lançando a Revista MotorMachine.

O pagamento se deu na forma de colaboração com o novo título, que circularia em eventos ligados ao automobilismo no Sul e Sudeste do Brasil. Incialmente, Tosetto escreveria uma crônica limitada a uma página por edição, mas logo ganhou mais espaço e atribuições, atuando também como repórter de campo e fotógrafo, além de revisar alguns artigos de outros colaboradores.

A experiência durou quatorze números, até o segundo semestre de 2015, período no qual o arquiteto aprendeu a ser um escritor recorrente, trabalhando com limitações de orçamento, prazos e espaços exíguos, dado que as páginas da MotorMachine tinham que prestigiar os anunciantes. Aprender, portanto, foi a principal remuneração.

Após o fim da revista, Tosetto escreveu seu segundo livro, a convite do Professor Ênio Padilha. “Arquiteto 1.0 – Um manual para o profissional recém-formado” lhe rendeu a primeira experiência como escritor pago para fazer seu trabalho – algo que se intensificou quando ingressou no time da Suno Research em 2017, emplacando bestsellers como o “Guia Suno Dividendos”, numa parceria profícua com Tiago Reis.

“Crônicas em Marcha” reúne 34 textos de Jean Tosetto publicados na Revista MotorMachine, enriquecidos por mais de uma centena de imagens. São palavras de entusiasmo dedicadas aos carros antigos e esportivos, ao turismo, aos trens, aos prazeres de curtir uma viagem com uma bela companhia – e também aos amigos.

De acordo com Percival Lafer, que assina o prefácio deste e-book, os textos do Jean “são primorosos, fluem deliciosamente com suas imaginativas comparações com fatos, coisas e pessoas, que se encaixam como uma luva nas suas narrativas. Sua entrada em outros temas, como na Economia, hoje central em seu trabalho, é fruto de sua vasta cultura e experiência, o que lhe dá suporte a esta 'nova' atividade”.

Sobre o autor

Jean Tosetto (1976) é arquiteto e urbanista graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, São Paulo. Tem escritório próprio desde 1999. O autor de “MP Lafer: a recriação de um ícone” (2012) e “Arquiteto 1.0 – Um manual para o profissional recém-formado” (2015) é editor associado de livros da Suno Research desde janeiro de 2017.

Vídeo de apresentação

Veja também:

O livro mais esperado dos últimos 40 anos *

Lafer além do MP

AUTOentusiasta por um dia

Vivalendo.com recomenda:

Feliz Natal e Próspero 2021!

Feliz natal e Próspero 2021! MP Lafer em Águas de Lindóia!

Bom dia amigo Laferista,

O Encontro Nacional do MP Lafer, que estava previsto para o período de 26 a 28 de março de 2021, data em que ainda não haverá a imunização da maior parte da população, foi adiado para os dias 17 a 19 de setembro de 2021.

É o terceiro adiamento que fazemos, sempre visando a segurança dos participantes e o sucesso do evento.

Com a nova data escolhida, por ser bem postergada, acreditamos em maiores chances de retorno às condições próximas da normalidade em termos de convivência social da população.

O nosso desejo é que todos participem.

Gostaríamos de contar com MPs vindos dos mais distantes locais do Brasil.

As reservas já efetuadas no Hotel Majestic, local do evento, estão mantidas, sendo que, devido ao adiamento de diversos eventos no referido hotel, as vagas podem se escassear em pouco tempo.

Quem ainda não fez sua reserva, é bom se apressar.

Finalmente, em nome do Clube, desejo um Feliz Natal a todos e até 2021.

Walter Barboza de Arruda

Presidente do Clube do MP Lafer do Brasil

Relembrando:

"O Encontro terá início numa sexta-feira a partir das 17:00 horas, e se prolongará até o domingo. Quem preferir ir e voltar, sem se hospedar, estará livre para fazê-lo.

O hotel possui ampla área para estacionar mais de 100 veículos e suas dependências são equipadas com área de lazer, piscina aquecida, salão de convenções e de jogos.

Para evitar falta de vagas e não causar preocupação para o hotel, é melhor fazer sua reserva imediatamente, tendo em vista que o nosso Clube não tem suporte financeiro para bloquear apartamentos.

O telefone para reservas é (11) 3217.9800 de segunda a sexta-feira das 08:00 às 17:00 horas ou e-mail: reservas@hotelmajestic.com.br, devendo ser citado o evento do MP."

Walter Barboza de Arruda - Presidente

(11) 97122.6260 – walter.mplafer@uol.com.br

Romeu Nardini - Diretor

(11) 99154.4536 - meco98@uol.com.br

Veja também:

Um Natal a bordo do MP Lafer

A escolha do Papai Noel

Uma jornada natalina

Vivalendo.com recomenda:

Galeria 2020: Júnior

O Fusca ao lado do MP Lafer na garagem do Júnior: paixão refrigerada a ar.
O Fusca ao lado do MP Lafer na garagem do Júnior: paixão refrigerada a ar.

Chegamos ao mês de dezembro de 2020. Desta vez não teremos o tradicional almoço de fim de ano do Clube MP Lafer Brasil. As razões, para quem está vivendo estes tempos estranhos, estão mais do que claras. Num período com tanta gente nos deixando mais cedo, não faria sentido realizar uma comemoração que apenas aumentaria o risco de mais pessoas engrossarem estas estatísticas, sempre frias, que convertem sentimentos em números.

Mas aqui no site mplafer.net as atualizações continuam. Seguimos defendendo o legado desta marca que tem a capacidade de agregar entusiastas ao redor do mundo e não podemos desistir desse compromisso, que ninguém nos obrigou a assumir lá atrás, mas que sempre renovamos com o prazer semelhante àquele que sentimos ao volante deste conversível.

Hoje nós trazemos para os amigos da página o MP Lafer 1977 que o Ariovaldo Honório da Silva Júnior, de Limeira, no interior de São Paulo, comprou do Emilio Fezzi. Ao enviar a foto de seu carro, ele nos perguntou sobre a originalidade do mesmo e respondemos positivamente, recomendando que fizesse seu cadastro junto à diretoria do Clube do MP.

O contato foi feito ainda em 2019, mas somente agora tivemos a oportunidade de publicar a imagem. Temos uma fila de MPs para postar na seção Galeria e esperamos continuar esta rotina em 2021. Para tanto, reforçamos o pedido mais do que batido: cuidem-se bem, evitem deslocamentos desnecessários, usem máscaras fora de casa e lavem as mãos com frequência, sempre mantendo um distanciamento seguro de outras pessoas.

Se tudo correr bem, em breve divulgaremos novos eventos envolvendo o MP Lafer, quando poderemos nos reunir pessoalmente para recuperar o tempo perdido, sempre dando valor ao que temos de mais importante: nossas vidas.

<< Anterior || Galeria 2020 || Próximo >>

Veja também:

MP Lafer: "especialistas" ignoram o que um gênio reconhece

Um MP Lafer na Suíça

A saudade também viaja de carro

Vivalendo.com recomenda: