Um MP Lafer na Bulgária

Reprodução de página de site búlgaro com MP Lafer em destaque.
Reprodução de página de site búlgaro com MP Lafer em destaque.

Nem a Cortina de Ferro foi suficiente para conter o avanço do MP Lafer pelos países da Europa. Demorou, mas um modelo foi avistado na búlgara Plovdiv.

A Bulgária é um pequeno país no sudeste da Europa, com pouco mais de 7 milhões de habitantes, que faz divisas com Romênia, Sérvia, Macedônia do Norte, Grécia e Turquia. Neste caldeirão cultural, a capital é Sofia. Outras cidades importantes na terra dos ancestrais de nossa ex-presidenta são Plovdiv, Varna e Burgas.

Antes uma monarquia, a Bulgária tornou-se uma república socialista logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1946. O país viveu sob o jugo do Partido Comunista, alinhado com a União Soviética, no lado de lá da Cortina de Ferro, até o período da queda do Muro de Berlim, em 1989. Somente em 1991 a Bulgária adotou uma constituição democrática, abrindo sua economia para os países da União Europeia e demais continentes.

Isso privou o país de importar o MP Lafer, cuja produção encerrou-se definitivamente no Brasil em 1990. Nas décadas de 1970 e 1980 a Lafer exportou centenas de exemplares do MP para países europeus capitalistas, como Alemanha e Itália. Por isso, somente agora, em 2020, um exemplar da marca foi visto rodando nas ruas de Plovdiv - que você acabou de ler que é uma das principais cidades da Bulgária.

O feito foi registrado no site Plovdiv24.BG e tomamos a liberdade de reproduzir o texto deles em português, dado que o autor, Georgi Vasilev, fez bem sua lição de casa. Caso você saiba ler em búlgaro, segue o link aqui, para acessar o texto original.

"Um carro retrô único que atravessou a cidade sob as colinas atingiu as lentes do Plovdiv24.bg. É sobre a produção no Brasil no período entre 1974 e 1990. O carro em questão tinha um registro alemão, criado pelo fabricante de móveis Percival Lafer, com revestimento de fibra de vidro, dois assentos e sem teto, o que lembra os carros esportivos clássicos britânicos dos anos 40 e 50. Por outro lado, o chassi, o motor e a transmissão manual são do famoso Volkswagen Beatle, conhecido na Bulgária como 'tartaruga'. 
Nos 16 anos de produção, cerca de 4300 carros saíram da fábrica. Cerca de 1.000 foram exportados para o exterior, principalmente para a Europa, mas também para os Estados Unidos."

Em complemento ao que informou nosso colega búlgaro, trazemos um relato inédito de Percival Lafer sobre a criação deste modelo esportivo de linhas clássicas:

"Preciso esclarecer o ponto de partida do projeto MP, que está muito bem descrito no livro do Jean, mas que eu quero realçar, para dar a devida importância a dois personagens: o Luiz Ortega, que na época era meu agente de marcas e patentes, foi dele a ideia de fazer uma réplica do MGTD. E o Antonio De Mitry, o homem que me incentivou e assessorou na criação do setor de fibra de vidro na fábrica. 
A decisão de partir para o projeto foi a oportunidade de juntar minha paixão por automóveis, com um objetivo mais do que racional, de explorar o mercado americano, onde nascia o interesse pela reprodução de carros clássicos do passado; um mercado que já estávamos explorando com os nossos móveis. Uma vez que já detínhamos o know how industrial e comercial para executar esse trabalho, foi só juntar a fome com a vontade de comer!"

Pulando para a outra ponta da história do MP, quando perguntado sobre o destino dos moldes da carroceria do carro, que teriam sido "enterrados" no chão da antiga fábrica de São Bernardo do Campo, em meados da década de 1990, Percival esclarece:

"A verdade: os moldes não foram 'enterrados', eles foram soterrados, quando o Grupo Pão de Açúcar, que comprou nossa propriedade, aterrou a área toda, por causa das inundações que vinhamos sofrendo, elevando em quase três metros o nível do terreno. Os moldes estavam no páteo, e lá ficaram, porque não tínhamos espaço para guardá-los."

Felizmente, aqui no mplafer.net temos bastante espaço para guardar as memórias do nosso querido carrinho. Não interessa que estamos no meio de um furdúncio ao avesso, que mistura palavras como "pandemia" e "quarentena": seguimos entregando conteúdo para os entusiastas da marca, reforçando o pedido para que, se possível, fiquem em casa. Se saírem de MP (ou de qualquer outra coisa), usem a máscara.

Atualização em 10 de junho de 2020:

Amigos, o mundo está cada vez mais pequeno, mesmo. Confiram a mensagem que recebemos do Miro Dudek, que vive atualmente na Alemanha, mas já passou uma boa temporada trabalhando no Brasil:

"Olá, bom dia Jean! Hoje pela manhã eu li o seu mais novo artigo no site mplafer.net, que trata sobre um MP do nosso amigo Chavdar Hristov da Bulgária, que é médico e mora na Alemanha. Que legal! Mais um país conquistado pelo o MP Lafer, hein?"


Valentina e Chavdar no encontro de MP Lafer em Kassel, na Alemanha, em 2018.
Valentina e Chavdar no encontro de MP Lafer em Kassel, na Alemanha, em 2018.

Encontro de 2017 em Colônia, também na Alemanha: Percival Lafer autografa o MP de Chavdar.
Encontro de 2017 em Colônia, também na Alemanha: Percival Lafer autografa o MP de Chavdar.

Veja também:


Vivalendo.com recomenda:

Giba West Custons: peças de madeira para MP Lafer

Painéis de madeira do MP Lafer: o carro chefe do trabalho artesanal de Giba West Custons.
Painéis de madeira do MP Lafer: o carro chefe do trabalho artesanal de Giba West Custons.

Quando a fabricação do MP Lafer foi iniciada em São Bernardo do Campo, em 1974, o pequeno Gilmar Fonseca tinha apenas 5 anos de idade. Ele mal sabia que, décadas depois, o MP Lafer seria fonte importante de seu ganha pão.

Aos 14 anos, Giba, como é mais conhecido, começou a trabalhar na marcenaria da família, no bairro da Penha em São Paulo, para honrar uma tradição começada ainda na Bahia, pelo bisavô. Atualmente ele e seu irmão Gilson, especialista em móveis planejados, tocam o negócio.

Assim que atingiu a maioridade, Giba passou por um momento muito difícil ao sofrer um disparo acidental de arma de fogo, que estava sendo manuseada por um vizinho e amigo, tendo ficado paraplégico. Isso não o impediu de guiar o próprio carro adaptado, de casar, ter duas filhas e uma neta. A vida seguiu em frente.

Cajados para a capota de lona do MP Lafer.
Cajados para a capota de lona do MP Lafer.


Nova fase


Em 2010, ao ingressar na casa dos 40 anos, Giba West Custons teve uma conversa produtiva com Sérgio Almodóvar, fornecedor de peças bem conhecido entre os entusiastas do MP Lafer. Desde então, Giba passou a reproduzir peças de madeira para o esportivo brasileiro de linhas clássicas, usando artefatos originais como referência.

No começo, Giba fornecia peças exclusivamente para o Almódovar, sob encomendas. Aos poucos, porém, ele foi divulgando seu trabalho diretamente nas redes sociais, encontrando clientes especialmente nos grupos do Facebook dedicados à marca, mas também no Mercado Livre e o no portal OLX.

Consoles de apoio sobre o túnel central do assoalho do MP Lafer.
Consoles de apoio sobre o túnel central do assoalho do MP Lafer.


Consoles, cajados, descansos de braços, pomos de câmbios, botões e painéis


Dentre os componentes que o Giba produz artesanalmente há mais de uma década, destacam-se os consoles centrais, feitos em duas versões: uma fiel à original e outra desenvolvida por ele mesmo. Os cajados para a capota são feitos com imbuia ou cedrinho, madeiras que ele também utiliza nos apoios de braço das portas laterais - cujas partes metálicas como molas, chapas de pressão dos vidros e alavanca para abertura e fechamento das janelas, são feitas por fornecedores sob sua supervisão. Neste caso, Giba desenvolveu encaixes e perfis que julgou mais adequados para aumentar a durabilidade do conjunto, além de facilitar seu manuseio.

Além destes componentes, Giba também faz os botões para o painel e o pomo para alavanca de câmbio das marchas. O painel, a propósito, é constituído por compensado naval - um material leve e resistente, revestido com lâmina de rádica a gosto do cliente. Entre o corte do formato do painel e a última camada de verniz são aproximadamente 24 horas de trabalho.

Pomos de alavanca de câmbio em processo de secagem do verniz.
Pomos de alavanca de câmbio em processo de secagem do verniz.
Botões concluídos, já com os acabamentos da sinalização em metal.
Botões concluídos, já com os acabamentos da sinalização em metal.

Em linhas gerais, todas as peças produzidas pelo Giba West Custons servem para MPs de qualquer ano de fabricação, tanto da versão clássica como da versão TI. A única diferença está justamente no painel, cujos diâmetros das furações dos instrumentos de leitura podem variar conforme a marca destes - as mais usadas no MP Lafer são Turotest e VDO. Antes de aceitar uma encomenda de painel, o artesão sempre pergunta sobre este detalhe para o eventual comprador.

Restauração de volantes


O marceneiro da Penha também restaura volantes originais de MP Lafer e volantes alternativos que se encaixam neste modelo. Entre os mais procurados estão os do tipo italiano, com aro de madeira e três raios metálicos com furações circulares progressivas. Em algumas ocasiões, o próprio Giba compra um volante pela Internet, para restaurar e aumentar seu estoque.

O Giba não trabalha sozinho, quem o ajuda nas diversas tarefas do setor de peças de MP Lafer de sua marcenaria é seu amigo e braço direito Xexéu. A rotina do ofício não tem hora certa para acabar e nem dia de descanso. Quando entramos em contato com o artesão para colher informações para este artigo, num sábado de tarde, ele estava envernizando mais uma peça e não poderia interromper o serviço no momento, sob o risco de criar uma emenda visual no acabamento da superfície da madeira. Tivemos que esperar, compreensivelmente.

Um volante restaurado por Giba West.
Um volante restaurado por Giba West.

Entregas via Correios


A maioria das vendas são entregues pelos Correios. MPs do Amazonas até o Rio Grande do Sul já receberam peças novas de madeira a partir de São Paulo. O Giba já despachou, inclusive, um jogo completo delas para o Caribe. Ele lamenta, porém, que o alto custo do frete inviabilize as vendas para países da Europa e América do Norte. Em alguns orçamentos, o custo para remessa simplesmente fica mais alto que o próprio valor da mercadoria.

Apoios de braços do MP Lafer, com partes metálicas aprimoradas pelo Giba.
Apoios de braços do MP Lafer, com partes metálicas aprimoradas pelo Giba.

Alguns clientes, no entanto, preferem retirar as peças pessoalmente. O Giba conta, por exemplo, que um colecionador já comprou componentes para meia dúzia de conversíveis ao longo do tempo. Sinal de que a qualidade de seu trabalho comprovou-se de modo sucessivo.

Giba, aos 32 anos de idade, com uma de suas filhas na capa da revista "AVAPEAN".
Giba, aos 32 anos de idade, com uma de suas filhas na capa da revista "AVAPEAN".

É pela iniciativa de profissionais como Giba West Custons que a memória do MP Lafer vai se preservando, por intermédio da manutenção dos carros através de artefatos fiéis aos desenvolvidos há mais de 40 anos. Por isso, o contato do Giba não poderia faltar aqui no mplafer.net, que faz questão de prestigiar quem defende a marca.

Serviço:

Giba West Custons
WhatsApp: +55 (11) 94524-2200

Veja também:


Vivalendo.com recomenda:

Encontro Nacional do MP Lafer adiado para 2021


Cartaz promocional do XXIV Encontro Nacional do MP Lafer.
Cartaz promocional do XXIV Encontro Nacional do MP Lafer.

Bom dia amigo Laferista,

Com o prolongamento da crise do coronavírus, parece que tudo ficou inviável a curto e médio prazo.
Esperava-se que o pico da crise fosse acontecer em abril.

Abril se foi, maio já está passando e a curva de infectados continua subindo.

Todos os encontros de carros antigos que estavam programados vão sendo adiados e ninguém pode garantir que vão ocorrer ainda em 2020.

Alguns encontros que estavam marcados para agosto, como o nosso, já foram cancelados e sem data prevista para acontecer.

Mesmo se a curva da epidemia começasse a descer, o que todos nós torcemos pra acontecer, em agosto dificilmente ela estaria tão baixa a ponto de motivar as pessoas a se lançar com confiança e entusiasmo para nosso evento.

Não há dúvida que 2020 é um ano perdido pra todas as atividades recreativas e econômicas no mundo.
Manter a data do Encontro e precisar tomar uma decisão de adiamento muito em cima da hora não seria o correto.

Temos a responsabilidade de promover um evento muito bonito e com muito êxito.

Dessa forma, após mantermos entendimentos com os dirigentes do hotel, que foram muito receptivos, resolvemos adiar nosso Encontro para o ano que vem.

As reservas estão todas mantidas e aqueles que ainda não se decidiram participar, terão um bom tempo pela frente para fazê-lo, embora, se for feito com uma certa antecedência não vai colocar em risco uma possível falta de vagas.

NOVA DATA: 26 a 28 de março de 2021.

Forte abraço a todos
Walter Arruda
Presidente do Clube MP Lafer Brasil

Relembrando

Em 2020, vamos adotar um novo formato para nossos eventos. Ao invés de Passeio Anual, vamos fazer um Encontro Nacional de MP Lafer. O local escolhido é Águas de Lindóia, a capital do antigomobilismo, e o hotel em que ficaremos é o Hotel Majestic localizado na Praça Doutor Vicente Rio, 160.

O Encontro terá início numa sexta-feira a partir das 17:00 horas, e se prolongará até o domingo. Quem preferir ir e voltar, sem se hospedar, estará livre para fazê-lo.

O telefone para reservas é (11) 3217.9800 de segunda a sexta-feira das 08:00 às 17:00 horas ou e-mail: reservas@hotelmajestic.com.br, devendo ser citado o evento do MP.

A revisão do carro é uma providência quase que obrigatória, já que ficar na estrada, depender de guincho e não participar do evento será super desagradável.

Por último, não se esqueça de ir uniformizado.

Até lá!

Walter Barboza Arruda - Presidente
(11) 97122.6260 – walter.mplafer@uol.com.br

Romeu Nardini - Diretor
(11) 99154.4536 - meco98@uol.com.br

Galeria 2020: Bucher

Um MP Lafer único, com calotas e para-choques personalizados, adornando o Cantão Lucerna da Suíça.
Um MP Lafer único, com calotas e para-choques personalizados, adornando o Cantão Lucerna da Suíça.

MP LAFER GANHA SITE NA SUÍÇA

O ano de 2020 já cravou seu espaço na História, com a Pandemia do Coronavírus obrigando vários países do mundo a adotarem quarentenas de graus e durações diversas.

No meio de tantas notícias negativas, temos uma novidade muito positiva para quem aprecia o MP Lafer: o esportivo brasileiro de linhas clássicas acaba de ganhar um site na Suíça, país no centro da Europa que se manteve neutro em duas guerras mundiais e atravessa com altivez mais um período difícil para a humanidade.

Quem nos trouxe a boa nova foi Miro Dudek, polonês naturalizado alemão que tem fibras brasileiras em seu coração. Eles nos encaminhou o link www.mp-lafer.ch para visitação. Mas se você digitar apenas mplafer.ch vai dar certo, também.

Esta página, escrita em idioma alemão, é uma iniciativa de Astrid Bucher, proprietária do MP Lafer que ilustra esta postagem. Quem cuida da programação do site é Michael König, que também é um grande entusiasta da marca. Eles vivem no Cantão Lucerna, na comuna de Hochdorf, que tem menos de 8 mil habitantes

Já encaminhamos uma foto do Brasil para o site e você também pode colaborar, pois há uma seção de contato para tanto. Se quiser, envie um e-mail diretamente para mp@mp-lafer.ch

A gente conhece o prazer que é editar um site dedicado ao MP Lafer. Fazemos isso desde agosto de 2001. Então, fazemos votos para que o site do MP Lafer na Suíça faça também uma longa carreira!

Anote a placa deste MP Lafer e favorite o endereço do site no seu navegador.
Anote a placa deste MP Lafer e favorite o endereço do site no seu navegador.

O site do MP Lafer na Suíça tem uma galeria de imagens encantadoras daquele país.
O site do MP Lafer na Suíça tem uma galeria de imagens encantadoras daquele país.


Veja também:



Vivalendo.com recomenda:

Galeria 2020

Galeria 2020: Bucher
Galeria 2020: Herrera
MP Lafer: a recriação de um ícone. O livro mais esperado dos últimos 40 anos (pelos laferistas). Clique na imagem para acessar a loja virtual.
MP Lafer: a recriação de um ícone. O livro mais esperado dos últimos 40 anos (pelos laferistas). Clique na imagem para acessar a loja virtual.

Vivalendo.com recomenda:

Pela manutenção das placas pretas

Pela manutenção das placas pretas

Por Walter Arruda - Presidente do Clube MP Lafer Brasil


Nosso amigo Oscar Roberto Godoi há algum tempo passou-me uma incumbência que aceitei de pronto. Ele pediu para escrever para o Deputado Federal Luiz Carlos Motta, seu amigo, que é relator de uma das Comissões do Denatran.

Preparei um bom histórico do problema das placas do Mercosul que colocaram fim às placas pretas, e enviei junto com alguns anexos para ilustrar e valorizar nossa reivindicação. Até agora, não temos novidades a comunicar.

O assunto era restrito a mim, Godoi, Romeu Nardini e Jean Tosetto. Porém, o Godoi pediu há que começássemos a enviar mensagens para o Deputado, incentivando-o a se empenhar na nossa reivindicação.

Passo adiante o contado dele:

Deputado Federal Luiz Carlos Motta
E-mail: dep.luizcarlosmotta@camara.leg.br
Telefone: (61) 3215-5415
Endereço: Gabinete 415 - Anexo IV - Câmara dos Deputados
Visite: https://www.camara.leg.br/deputados/204485

Vou passar a seguir todo o expediente que enviei a ele. Gostaria que todos dessem uma manivelada no assunto, enviando mensagens para seu gabinete.

Reprodução de carta enviada ao Deputado:


Nobre Deputado Luiz Carlos Motta,

Por intermédio de nosso grande amigo em comum Oscar Roberto Godoi, vimos junto a V. Sa. para relatar o que segue:

Através das Portarias 56/1998 e 127/2001 do Contran, foram implantadas as placas pretas para os carros de coleção, que levavam a cor preta, para distinguir os veículos históricos e originais pertencentes a colecionadores.

O Carro Antigo, guardadas suas características originais e de conservação, é inquestionavelmente parte da história do País.

Com a mudança da lei, dando essa distinção ao Veículo Antigo, o gosto de cultuar, restaurar e preservar carros antigos tomou corpo no País.

Tanto é que há registros oficiais de cerca de 280 clubes e associações de carros antigos no País.
A placa preta para os carros antigos perdurou até a implantação das placas do Mercosul, que começou pelo Estado do Rio de Janeiro em 2018.

Ressalte-se, que não há discordância com relação à mudança das combinações das placas novas, pois, ela foi justificadamente necessária pelo fato de que as séries antigas estavam se esgotando. Tudo perfeitamente compreensível.

Todavia, com a implantação das referidas novas placas, foram extintas as placas com fundo preto, que justamente davam a distinção aos carros de coleção, o que indignou todos os proprietários de carros antigos originais e conservados.

O que se busca, portanto, é o resgate da cor preta nas placas de coleção, o que não inviabiliza sua identificação para todos os efeitos, seja dentro ou fora do País, já que os caracteres serão igualmente visíveis, pois, todas são dotadas do QR Code, onde todas as informações necessárias para uma fiscalização estão ali gravadas.

Para ilustrar que os países membros não seguem rigorosamente a uniformização das placas, o Uruguai começou a emplacar carros com a opção de incluir o nome da província ou cidade de origem, além de terem combinações de 3 letras e 4 números, iguais às antigas nossas.

Isso nos dá argumentos de sobra para que nosso País proceda ás alterações também.
Dessa forma, buscamos vosso apoio e colocamos em vossas mãos nossa reivindicação para o retorno das mesmas, junto à Comissão do Denatran para o Mercosul.

Atenciosamente,
Walter Barboza de Arruda
Presidente do Clube do MP Lafer do Brasil
28.02.2020

Reforçando:


Amigo Laferista,

O Clube do MP Lafer do Brasil encaminhou uma reivindicação ao Deputado Federal Luiz Carlos Motta, relator de uma Comissão do Denatran, no sentido de envidar esforços para a volta da cor preta nas placas de coleção, tendo em vista que as novas placas do Mercosul a extinguiu.

Para que a reivindicação tome força, pedimos a todos que passem uma mensagem para o referido Deputado, cujo telefone de gabinete e e-mail segue abaixo, reiterando a solicitação.

Deputado Luiz Carlos Motta
E-mail: dep.luizcarlosmotta@camara.leg.br
Telefone: (61) 3215-5415
Endereço: Gabinete 415 - Anexo IV - Câmara dos Deputados
Visite: https://www.camara.leg.br/deputados/204485

Veja também:


Vivalendo.com recomenda:

ENCONTRO NACIONAL DO MP LAFER ADIADO EM FUNÇÃO DA CRISE MUNDIAL PROVOCADA PELO CORONAVÍRUS

ENCONTRO NACIONAL DO MP LAFER ADIADO EM FUNÇÃO DA CRISE MUNDIAL PROVOCADA PELO CORONAVÍRUS.
ENCONTRO NACIONAL DO MP LAFER ADIADO EM FUNÇÃO DA CRISE MUNDIAL PROVOCADA PELO CORONAVÍRUS.

Walter Arruda, presidente do Clube MP Lafer Brasil, escreve em 15 de março de 2020:

"ENCONTRO DO MP ADIADO

Bom dia amigos,

Tomamos uma difícil decisão nas últimas horas, em que o mundo inteiro está cancelando eventos com aglomerações de pessoas.

O Encontro Brasileiro de Águas de Lindóia que ia acontecer em 21/abril foi transferido para o segundo semestre.

As aulas em todo o estado de SP foram suspensas a partir de 18/3.

Há um temor geral que tais eventos ajudem a propagar a doença.

Dessa forma, o nosso Encontro não será realizado na data marcada, mas, sim no segundo semestre.

Conversei com o Gerente do hotel há pouco, e houve concordância em manter as reservas para outra data.

Acredito que todos concordam que é a decisão mais acertada, tendo em vista a segurança de todos e porque temos recebido inúmeras indagações a respeito.

A manutenção do evento com um público diminuto não seria interessante de forma alguma, tendo em vista que os ausentes perderiam os valores pagos.

Forte abraço"

Romeu Nardini, diretor do Clube MP Lafer Brasil:

"Infelizmente e muito contra a gosto, tivemos que tomar a difícil decisão de adiar o nosso evento. Um Encontro pensado e organizado com muito carinho, dedicação, alguns obstáculos e dificuldades superadas. 

Mas é vida que segue, vamos em frente, o encontro foi adiado, não foi cancelado, ele vai continuar fazendo parte do nosso dia a dia e vai contar com toda a nossa atenção e dedicação. 

Vamos continuar aqui, trocando informações, discutindo peças, serviços e histórias envolvendo nossos queridos carrinhos. MP Lafer, sempre!"

Percival Lafer:

"Walter, Romeu, Jean, decisão acertada! Prevaleceu a razão, tenho certeza que toda a grande família laferista entende e apoia esta atitude, em prol da saúde de toda a comunidade, não apenas do nosso grupo!"


Assim que tivermos mais informações, comunicaremos aos amigos do MPLAFER.net


ATUALIZAÇÃO


Walter Arruda escreve em 16 de março de 2020:

"Confirmamos a nova data do evento para os dias 14 a 16 de agosto de 2020.

O hotel fixou, a princípio, esta data. O importante é que as reservas serão mantidas.

Vai acontecer de alguns já terem compromisso nessa data, porém, independentemente da data, sempre vai existir isso.

Para quem já fez a reserva antes, é bom saber para reprogramar seus compromissos."

Encontro Nacional do MP Lafer adiado para 2021