Lafer LL 001

O Lafer LL 001 foi licenciado em 1978.
O Lafer LL 001 foi licenciado em 1978.

O Lafer LL 001 de 1978, com apenas 45 mil quilômetros rodados, está à venda na capital do Paraná, Curitiba, por 90 mil reais.

Alcido Edgar Reuter nasceu em Blumenau, mas atua como advogado e empresário em Curitiba, na capital do Paraná, onde é reconhecido como um grande antigomobilista, entusiasta do MP Lafer e do Lafer LL. Ele é membro do MP Lafer Auto Clube do Paraná, do qual inclusive já foi presidente entre 2005 e 2007.

No dia 08 de maio de 2016, o Cido Reuter entrou em contato com Jean Tosetto, editor do site mplafer.net, via Facebook, comunicando que seu Lafer LL, de número 001, foi posto para venda. Ele pede R$ 90.000,00 pelo veículo, que está apenas com 45.000 quilômetros rodados.

Resolvemos publicar as fotos e o contato do Alcido:  (041) 9973-1520. Então você pode perguntar quanto vamos ganhar de comissão neste negócio. E vamos responder: zero. E vamos repetir: ZERO.

Nosso objetivo é ajudar o Alcido Reuter a encontrar um novo dono para o carro, que saiba o valor histórico do mesmo e que possa compartilhar um pouco de sua beleza levando o Lafer LL para encontros de carros antigos e especiais, ou mesmo deixá-lo exposto num local de acesso aos entusiastas.

Sinceramente, não desejamos que este carro seja vendido para fora do Brasil, embora entendemos que isto seria justificável. De todo modo, solicitamos que o novo dono desta Raridade com "R" maiúsculo mantenha contato conosco. Afinal de contas, apenas cinco protótipos foram finalizados, com oito carrocerias desmoldadas.

As linhas do Lafer LL foram insperadas no Mercedes Benz SLC.
As linhas do Lafer LL foram inspiradas no Mercedes Benz SLC.

O motor 250-S, com 4.100 cm³, que equipa o Lafer LL é o mesmo que equipava o Chevrolet Opala.
O motor 250-S, com 4.100 cm³, que equipa o Lafer LL é o mesmo que equipava o Chevrolet Opala.

A carroceria em fibra de vidro foi desenvolvida sob a supervisão técnica de Rigoberto Soler.
A carroceria em fibra de vidro foi desenvolvida sob a supervisão técnica de Rigoberto Soler.

O corpo do volante do Lafer LL 001 é original, mas os mostradores digitais foram removidos.
O corpo do volante do Lafer LL 001 é original, mas os mostradores digitais foram removidos.

No console central do painel, onde ficava um monitor de instrumentos auxiliares forma instalados equipamentos analógicos.
No console central do painel, onde ficava um monitor de instrumentos auxiliares foram instalados equipamentos analógicos.

Este Lafer LL merece fazer parte da coleção de quem valoriza uma relíquia brasileira.
Este Lafer LL merece fazer parte da coleção de quem valoriza uma relíquia brasileira.

Veja também:

Um comentário:

  1. Boa noite... em 2001 eu quase comprei o Lafer LL A007 ... o dono dele na epóca me passou que aquele era o setimo carro feito ... na epoca eu tinha um Bianco e a proposta era fazer a troca do Bianco pelo Lafer LL, e que eu acabei não querendo, preferi ficar com o Bianco.
    Hoje ainda tenho contato com o ex dono daquele Lafer, mas nunca mais tive noticias do carro.

    ResponderExcluir

O seu comentário construtivo será bem vindo. Não publicaremos ofensas pessoais ou dirigidas para qualquer entidade. EVITE ESCREVER SOMENTE COM MAIÚSCULAS. Não propague spam. Links e assuntos não relacionados ao tema da postagem serão recusados. Não use termos chulos ou linguagem pejorativa.