Um MP na pista de 007

Roger Moore com o MP Lafer
Roger Moore no MP Lafer(1) O ator Roger Moore em ato promocional junto do MP Lafer utilizado no filme "Moonraker" - lançado no Brasil como "007 Contra o Foguete da Morte" em 1979.

Os filmes de James Bond possuem uma receita utilizada pelos produtores da franquia - título após título - sem o menor receio de soar repetitiva: atores fleumáticos no papel principal, vilões obcecados, lindas garotas, localidades exuberantes e carros velozes. Grandes marcas investiram alto para associar sua imagem com o espião menos secreto do mundo: Aston Martin, Lotus, BMW, entre outras. Mas nesse quesito, cada lançamento tem um elenco de coadjuvantes que enriquecem o imaginário dos fãs da série cinematográfica.

É o caso do MP Lafer: sua participação em "Moonraker" (produção da United Artists dirigida por Lewis Gilbert que entrou em cartaz no fim da década de 1970) não atinge um minuto, no entanto, para os espectadores de vários países, o conversível ficou lembrado como um veículo tão exótico quanto as praias do Rio de Janeiro, com seu Carnaval recheado de mulatas e fantasias sem limites - muito embora agentes secretos reais dificilmente iriam se expor chamando a atenção à bordo de um carro tão vistoso.

No enredo, o agente britânico vem ao Brasil investigar uma conexão paralela de um poderoso magnata da indústria aeroespacial, suspeito de ter o objetivo de - adivinhem - dominar o mundo. Quando James Bond desembarca no Rio de Janeiro e se dirige do aeroporto para o hotel, percebe que está sendo seguido por uma bela espiã latino-americana. Obviamente ambos dividem os lençóis antes do herói cavalgar pelos pampas gaúchos, navegar por um rio da Amazônia e desembocar nas Cataratas do Iguaçu. Uma deliciosa salada, temperada com referências non-sense sobre a cultura brasileira.

Após o término das gravações o MP Lafer 1978 fornecido pela fábrica voltou discretamente para São Bernardo do Campo, passou por uma revisão e foi comercializado normalmente, alimentando o mistério acerca de seu paradeiro.

Atualmente uma inserção como a do MP Lafer num filme de James Bond custaria alguns milhões de dólares, tendo como base o que a Petrobras investiu por alguns segundos de exposição no filme de Speed Racer (2008), a partir do desenho animado dos anos 60. Algo que uma empresa de menor porte, como a Lafer, não teria condições de bancar.

MP Lafer na pista de 007
A agente Manuela guia o MP
Missão cumprida(2) Cenas do MP Lafer na passagem do agente 007 pelo Rio de Janeiro, quando ele é seguido pela agente Manuela, interpretada por Emily Bolton.

Miniatura de coleção

Uma das coisas que todo entusiasta do MP Lafer lamenta, é a falta de opções para encontrar miniaturas do carro. Alguns se contentam com as versões dedicadas aos modelos MG-TC e MG-TD, muito mais conhecidos e valorizados pelos fabricantes do ramo no exterior. A boa notícia é que a casa de publicações GE Fabbri colocou no mercado europeu a série denominada "The James Bond Car Collection" - com fascículos quinzenais. Cada número da revista traz um veículo que tenha participado de ao menos uma cena notável, embalado numa caixa que reproduz o mesmo cenário do respectivo filme.

Em escala 1/43, as miniaturas são feitas de metal e algumas contam inclusive com as famosas "gadgets" utilizadas por James Bond ou outros personagens. A edição inglesa que presenteia o leitor com o MP Lafer é a de número 50. Por curiosidade, o ano de 1951 marcou o início da produção do MG-TD, o modelo que inspirou Percival Lafer em sua mais notória criação. Em páginas na Internet como a do Ebay e do Mercado Livre, é possível ver anúncios ofertando este "brinquedo de gente grande" com grande sucesso entre os brasileiros.

MP Lafer 1/43
MP Lafer 1/43(3) A miniatura em escala 1/43 do MP Lafer - inserida na mesma ambientação utilizada no cinema - faz parte de uma coleção lançada na Inglaterra.


Um comentário:

  1. Também possuo um MP que está na galeria de 2011 (Carro de Mestre).
    Postei o vídeo da famosa cena da perseguição do MP ao 007: http://www.youtube.com/watch?v=Yyk88val_SM

    ResponderExcluir

O seu comentário construtivo será bem vindo. Não publicaremos ofensas pessoais ou dirigidas para qualquer entidade. EVITE ESCREVER SOMENTE COM MAIÚSCULAS. Não propague spam. Links e assuntos não relacionados ao tema da postagem serão recusados. Não use termos chulos ou linguagem pejorativa.