MP Lafer by Batelli

MP Lafer 1978Este MP Lafer 1978 é comportado por fora mas guarda um motor nervoso.

No último fim de semana de junho de 2008, o Engenheiro e Advogado Eduardo Batelli - que atualmente administra a M. Pioneira, oficina especializada em MP Lafer - esteve na região de Campinas para participar do encontro mensal realizado no Galleria Shopping, e alongou a viajem desde São Paulo para fazer uma visita de cortesia ao escritório do Arquiteto Jean Tosetto em Paulínia, onde o site mplafer.net é editado.

Na ocasião, pudemos experimentar seu MP Lafer 1978, que aparentemente se apresenta com o charme característico do modelo, mas revela um desempenho surpreendente logo que se engata a primeira marcha. É que o carro conta com um motor derivado da VW Kombi, com 1.700cc e preparação esportiva, que compreende a ignição eletrônica no lugar do platinado e a injeção eletrônica substituindo o par da carburação. A estrada que utilizamos não permitiu aferir a velocidade final do conjunto, mas com 100km/h no marcador, ficou a impressão de que havia uma grande margem para desenvolvimento, embora faltasse à caixa de câmbio uma quinta marcha para deslanchar o pedal do acelerador.

Motor VW 1.7 EFIUm autêntico MP Lafer EFI com motor 1.7 refrigerado a ar e bloco cromado.

Ao contornar rotatórias e realizar curvas fechadas, nos chamou a atenção o volante de empunhadura em couro macio, com diâmetro maior do que o convencional: 350 mm. Segundo a proposta do Batelli, esta solução facilita a visualização do painel e diminui o esforço dos braços nas manobras mais bruscas. Um porém, no campo da ergonomia, fica por conta dos motoristas de grande estatura, pois os raios maiores aproximam a direção das pernas dos mesmos. Internamente ressaltamos ainda que a alavanca do câmbio também é alongada, o que facilita a troca de marchas em tocadas mais suaves.

Volante maiorO volante possui boa empunhadura e combina com o acabamento interno.

No modelo que o Batelli trouxe à Paulínia a capota era convencional, no entanto, outra proposta que ele apresenta se trata da capota marítima - uma versão inspirada nos modelos esportivos ingleses dos anos 50 - o que acentua o conceito de nostalgia do MP Lafer. Diferentemente da capota comum, a capota marítima é abotoada junto ao painel do veículo, o que exige a perfuração de pontos espaçados na fibra de vidro para que ela possa ser instalada, como podemos verificar na imagem a seguir.

Capota marítimaMP Lafer fotografado no Rio de Janeiro com a capota marítima.

Na condição de Engenheiro envolvido com a indústria automobilística desde os anos 60 - com passagens pela Simca do Brasil e General Motors, entre outras - Eduardo Batelli ao assumir a M. Pioneira optou por não restringir seu trabalho à restauração e manutenção de MPs, mas também a desenvolver especificações para personalizar o modelo. Portanto, vale lembrar que tais propostas alteram a originalidade do veículo, o que impede a obtenção do certificado para a placa preta. Mais informações sobre o trabalho do Batelli estão disponíveis neste e-mail.

Serviço:
M. Pioneira
Rua Pássaros e Flores, 416 - Brooklin Paulista
São Paulo - SP
Tel./Fax: (11) 5077 3616 / Cel: (11) 9141 7363


Grupo do MP Lafer no Yahoo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário construtivo será bem vindo. Não publicaremos ofensas pessoais ou dirigidas para qualquer entidade. EVITE ESCREVER SOMENTE COM MAIÚSCULAS. Não propague spam. Links e assuntos não relacionados ao tema da postagem serão recusados. Não use termos chulos ou linguagem pejorativa.